Tags

,

Seu nariz percebe 1 trilhão de cheiros

Os humanos distinguem 7 milhões de cores e 340.000 tons sonoros. O olfato não é, como se acreditava, o mais embotado dos sentidos

JAVIER SAMPEDRO

Pensava-se até agora que o olfato era o mais embotado dos sentidos humanos: enquanto podemos distinguir entre vários milhões de cores e entre meio milhão de tons musicais, os indícios apontavam para uma mesquinharia olfativa que só nos permitia discriminar 10.000 aromas. Pesquisadores das universidades Rockefeller, em Nova York, e Pierre et Marie Curie, de Paris, demonstram agora que a realidade é justamente o contrário disso, estando o olfato humano no topo do pódio da percepção, por uma vantagem de várias ordens de magnitude: ele distingue, descobre-se agora, pelo menos 1 trilhão de aromas…

…Por que uma questão tão elementar pôde ter estado tão equivocada durante a maior parte de um século? Bem, em primeiro lugar deve-se reconhecer que o problema é muito mais difícil do que parece. Para os outros sentidos humanos, os fisiologistas sabem há um século qual é o âmbito e a resolução. Os humanos detectam a luz entre as longitudes de onda de 390 e 700 nanômetros, e podemos distinguir nela até 7 milhões de cores; e percebemos como som as vibrações entre 20 e 20.000 Hz (herz, ou ciclos por segundo), e as podemos discriminar em 340.000 tons.

Mas qual é o equivalente disso no olfato? As flores, a decomposição e a indústria química geram de forma contínua todo tipo de novos aromas, e nossos olfatos os percebem de maneira dolorosamente natural e precisa. Entre quais limites de uma escala linear (como as notas musicais ou a escala Pantone) pode-se encaixotar nossa percepção olfativa do mundo? E como subdividir em pontos essa coisa que nem sabemos definir?

Leia na íntegra em:
http://brasil.elpais.com/brasil/2014/03/20/sociedad/1395332418_845415.html