Tags

,

Faxina de preconceito no Twitter

  • O perfil @aminhaempregada expõe o preconceito na rede
  • A leitura dos comentários sobre as domésticas satiriza a situação de desigualdade

Um perfil no Twitter satiriza a herança escravocrata brasileira sob o codinome @aminhaempregada. A brincadeira toca em um assunto sério, a começar pela inclusão do pronome possessivo “minha” na alcunha virtual, que demonstra um papel de posse de alguém que lhe serve. O autor, que prefere ficar no anonimato, segundo a BBCBrasil, retuíta os posts preconceituosos de parte dos brasileiros, que em algum lugar do seu imaginário se julgam seres superiores em relação a seus empregados. “Só porque eu sou negra tá achando que eu vou trabalhar de empregada”, diz uma.

“Minha empregada não chega, disse que tá sem ônibus, minha casa tá imunda. Vadia, vem andando!”, diz alguém, indiferente à greve de ônibus que paralisou a cidade de São Paulo e deixou mais de 260 quilômetros de congestionamento nesta terça-feira. “Minha empregada é anta, ela tava arrumando meu quarto, tocou quatro vezes o celular e ela nem para me levar e nem avisa!”, dizia outra tuiteira.

http://brasil.elpais.com/brasil/2014/05/21/sociedad/1400693686_262373.html