Tags

, , , , , , , , ,

Prêmio Nobel de Física 2016 para estudos sobre a matéria no mundo quântico

David Thouless, Duncan Haldane e Michael Kosterlitz recebem a premiação da Real Academia Sueca de Ciências

O Prêmio Nobel de Física de 2016 foi concedido, ex aequo, para David J. Thouless, de um lado, e F. Duncan M. Haldane e J. Michael Kosterliz, de outro, por revelarem os “segredos exóticos da matéria”. Na cerimônia, destacou-se que o prêmio lhes foi concedido “pelas descobertas teóricas das transições de fase topológica e fases topológicas da matéria”. As transições de fase acontecem quando a matéria muda de fase, como quando o gelo derrete e se transforma em água ou a água evapora.

O Prêmio Nobel contemplou este ano um campo de estudo que tenta compreender o comportamento da matéria em escalas microscópicas, nas quais não costumam ser aplicadas as regras do mundo com o qual estamos familiarizados e reinam as normas quânticas. Segundo explicou a organização do Nobel, em 1972, Kosterlitz e Thouless identificaram um tipo de transição de fase completamente nova em sistemas bidimensionais nos quais os defeitos topológicos desempenham um papel fundamental. Estas teorias ajudam a entender o funcionamento de alguns tipos de ímãs e de fluidos supercondutores e superfluidos. Estas teorias também foram importantes para entender o funcionamento quântico de sistemas unidimensionais a temperaturas muito baixas.

Leia mais:
http://brasil.elpais.com/brasil/2016/10/04/ciencia/1475571025_244159.html