Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Museu aposta na interatividade para ensinar conceitos de física e reciclagem

Museu aposta na interatividade para ensinar conceitos de física e reciclagem

Museu da Lâmpada narra história da iluminação

Do fogo ao LED, espaço reúne informações históricas e científicas sobre a invenção que mudou radicalmente a humanidade: a luz artificial

Feche os olhos por alguns instantes. Era nessa escuridão absoluta que nossos antepassados viviam quando o Sol se punha marcando o fim de mais um dia. Com exceção das noites de tempestade, quando os raios atingiam as árvores deixando-os em chamas, era o breu que acompanhava os homens pré-históricos noite adentro.

É compreensível, portanto, a revolução que o domínio do fogo causou na humanidade. Por meio dele, era possível iluminar, cozinhar, se aquecer, espantar os predadores e inimigos. Desde então, as técnicas e meios para produzir luz artificial se aperfeiçoaram muito culminando na grande invenção de Thomas Edison, a lâmpada incandescente, que se tornou indispensável para o funcionamento de nossa sociedade.

Mais do que justo, portanto, que a iluminação e sua trajetória tenham ganhado um museu só seu, o Museu da Lâmpada, localizado em São Paulo. Fundado em 2012 pela fabricante de lâmpadas Gimawa e com o apoio da Apliquim Brasil Recicle, o espaço narra por meio de uma série de salas expositivas a história da luz artificial, partindo do fogo e chegando até as lâmpadas de LED e fibras óticas.

Leia mais:
http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/museu-da-lampada-narra-historia-da-iluminacao/

Anúncios