Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ban Ki-moon, Santos, Raúl Castro e Timochenko, antes da cerimônia. Alejandro Ernesto EFE

Ban Ki-moon, Santos, Raúl Castro e Timochenko, antes da cerimônia. Alejandro Ernesto EFE

PROCESSO PAZ DA COLÔMBIA

FARC se comprometem a entregar armas em 180 dias após assinatura da paz

Guerrilha se concentrará em 23 zonas da Colômbia e aceita referendo
Arsenal será derretido e transformado em monumentos

Uma nova era se abre na Colômbia. Após mais de 50 anos de conflito, o Governo e as FARC assinaram na quinta-feira um cessar-fogo bilateral e definitivo, a antessala de um acordo de paz com a guerrilha mais antiga da América Latina, o que acontecerá, com certeza quase absoluta, dentro de três meses. A partir daí, será implementada a trégua, a concentração dos guerrilheiros e a entrega das armas, que serão derretidas pela ONU para criar três monumentos.

Com um apertão de mãos, e diante do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o presidente Juan Manuel Santos e o líder guerrilheiro Rodrigo Londoño (conhecido como Timochenko) selaram o conteúdo de um acordo que foi negociado durante meses. As FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) reunirão seu contingente em 23 zonas de concentração – locais temporários, com acesso fluvial e terrestre e uma extensão “razoável, dependendo do distrito”. Não se sabe ainda a localização exata dessas zonas de concentração.

As FARC entregarão todo o seu arsenal a um comitê de verificação internacional dirigido pela ONU. Num prazo de 60 dias após a assinatura, receberão o armamento e os explosivos desmantelados. O restante será devolvido derretido em até 180 dias, em três fases. O resultado final, após concluída a entrega e a verificação por parte da ONU, serão três monumentos: um na sede da ONU, outro em Cuba, local das negociações, e um terceiro na Colômbia, onde o Governo e as FARC decidirem.

Leia mais:
http://brasil.elpais.com/brasil/2016/06/24/internacional/1466781721_974937.html

Anúncios