Tags

, , , , , , , , ,

Estudante de 16 anos mostra marcas nas costas (Foto: Arquivo Pessoal)

Estudante de 16 anos mostra marcas nas costas (Foto: Arquivo Pessoal)

Alunos dizem ter sido agredidos por PMs após protesto em escola de SP

Estudantes protestavam por melhorias na E.E. Marilena P. Chaparro, em SP.
Diretora foi afastada; Corporação diz que ‘vai analisar as imagens’.

Alunos da Escola Estadual Marilena P. Chaparro, na Zona Oeste de São Paulo, dizem que foram agredidos por policiais militares após uma manifestação em frente a sala da diretora. O caso ocorreu na sexta-feira (11) e foi registrado por alunos. A Polícia Militar informou que “vai analisar as imagens e se constatada irregularidade na conduta policial, tomará as medidas cabíveis”. A diretora da escola foi afastada pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

Os estudantes dizem que aproveitaram o horário do recreio para protestar por mais ventilação nas salas de aula, acesso à biblioteca e à informática. Após o intervalo, eles decidiram permanecer no pátio protestando em vez de voltar para as salas. A diretora da escola chamou a Polícia Militar, que entrou na escola.

Um vídeo mostra um estudante de moletom azul sendo arrastado por um policial. “Eles entraram achando que estavam entrando na Febem”, disse o aluno de 16 anos que aparece no vídeo, referindo-se à Fundação Casa. “Fui falar com eles que somos alunos. Ele deu uma cacetada no meu rosto e me arrastou.”

Leia mais e assista ao vídeo:
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/03/alunos-dizem-ter-sido-agredidos-por-pms-apos-protesto-em-escola-de-sp.html

Anúncios