Tags

, , , , , , , ,

Nós achamos a Coreia do Norte bizarra. Mas e a Coreia, o que acha de nós?

A mídia internacional não para de dar notícias estranhas sobre a Coreia do Norte, um dos países mais fechados do planeta. Uma hora publicam que lá é obrigatório ter o corte de cabelo igual o do líder Kim Jong-Un; noutra, que ele fez plástica para se parecer com o avô, Kim Il-Sung; falam que Kim, apesar de comunista, tem uma coleção de tênis da Nike, e também que mandou fuzilar a ex-namorada, que dias depois apareceu vivinha da silva na TV; dizem que dormir em reuniões no país pode ser punido com a morte e até que dirigir é proibido. Ninguém sabe se essas notícias são verdadeiras (é mais provável que sejam falsas), mas a imprensa as espalha assim mesmo.

É natural, portanto, que todos nós, eu inclusive, achemos a Coreia do Norte um país bizarro. Mas o que será que os norte-coreanos acham dos países ocidentais? Será que para eles não somos nós os bizarros? O cineasta neozelandês Slavko Martinov resolveu fazer um exercício de como seria a visão dos habitantes do país sobre nós, com o filme Propaganda. Martinov apresentou ao mundo o documentário, em 2012, como se tivesse sido feito pelo governo norte-coreano e publicado em partes no youtube por sua suposta tradutora, Sabine. Só quando estreou no Festival de Documentários de Amsterdam é que o segredo foi revelado.

Leia mais:
http://www.socialistamorena.com.br/e-a-coreia-do-norte-o-que-acha-de-nos/

Anúncios