Tags

, , , , , , , , , , , , , , ,

Pais usam estratégias para burlar matrícula obrigatória

Apesar de lógico, matricular os filhos no colégio mais próximo de casa nem sempre é a primeira escolha. Em busca de escolas de melhor prestígio, muitas mães e pais tentam driblar o sistema de matrícula setorizada, que encaminha automaticamente o aluno para uma instituição de ensino perto de sua residência.

Os motivos para esses pais evitarem determinados colégios variam: alguns dizem que nos lugares mais pobres as escolas têm menos qualidade, pior infraestrutura e os professores faltam muito; outros querem que os filhos estudem em áreas mais centrais para evitar que fiquem próximos de outros jovens do mesmo bairro, tidos como más companhias. E ainda há aqueles que não concordam com a escola escolhida pelo sistema por questões mais práticas, como dificuldade de transporte até o local.

Lígia*, de São Miguel Paulista, bairro na periferia de São Paulo, é uma dessas mães que sofreram com a falta de oportunidade para escolher a escola ideal. Sua filha concluiu a pré-escola no ano passado e agora precisa mudar de colégio, mas foi encaminhada justamente para a instituição de menos prestígio em seu bairro, tida como desorganizada e com o ensino fraco.

Leia mais:
http://www.cenpec.org.br/2016/02/22/pais-usam-estrategias-para-burlar-matricula-obrigatoria/