Tags

, , , , , , , , , ,

Governo diz que “não há dúvida” de relação direta entre microcefalia e zika

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, afirmou nesta segunda-feira (15), durante balanço da mobilização nacional contra o Aedes Aegypti, que aconteceu no sábado (13), que “não há dúvidas” por parte do Governo Federal de que a epidemia de microcefalia é uma consequência direta do surto da zika em algumas regiões do Brasil.

Ele citou os diversos dados divulgados pelos pesquisadores nos últimos tempos que comprovariam a tese: a coincidência entre os nascidos com microcefalia e as mães que pegaram a doença sete, oito ou nove meses antes, nas áreas de surto de zika; amostras de tecido indicaram a presença do vírus no cérebro de bebês com microcefalia que morreram após nascer e em fetos abortados; amostras de líquido amniótico de gestantes que carregavam bebê com má-formação também tinha o vírus; amostras de um grupo de 12 bebês com microcefalia detectou a presença de anticorpos para a zika no líquido cefalorraquiano de todos; e estudo que constatou que o vírus é capaz de atravessar a placenta.

São ‘n’ casos que estabelecem a relação. Para nós, não há nenhuma dúvida. A pergunta hoje é: é só a zika [que causa microcefalia] ou precisa de outros fatores? Essa resposta a ciência ainda não tem

Leia mais:
http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2016/02/15/castro-a-duvida-e-so-se-existe-outro-fator-associado-para-microcefalia.htm

Anúncios