Tags

, , , , , ,

Primeiro dia da Campus Party tem ideias criativas para velhos problemas

Em uma das longas mesas tomadas por PCs e laptops na Campus Party, encontro tecnológico que começou nesta terça-feira (26) em São Paulo, sobressaía-se uma comprida antena. Na base do dispositivo, uma placa anunciava: conexão sem fio por um dia a R$ 15; pelos seis dias de evento, R$ 40.

O serviço de wi-fi improvisado foi uma das maneiras encontradas pelos “campuseiros” para contornar problemas recorrentes no encontro, que este ano deve receber cerca de 120 mil visitantes, segundo estimativa da organização. Para acessar a rede oficial do evento, é preciso conectar cabos de rede ou pedir ajuda a colegas que lançam mão de roteadores e abrem conexões privadas sem fio.

A ideia de abrir um ponto de acesso e cobrar pela conexão partiu de um grupo de três amigos, sócios em uma empresa que desenvolve sistemas para web em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. “Nossa antena é capaz de enviar sinal para uma boa parte do acampamento”, disse Caio Tarifa, 24. “Depois de cobrir os custos, todo o lucro que obtivermos será doado para uma instituição de caridade.”

Leia mais:
http://www1.folha.uol.com.br/tec/2016/01/1733936-primeiro-dia-da-campus-party-tem-ideias-criativas-para-velhos-problemas.shtml