Tags

, ,

Como ficaram os acentos depois do Novo Acordo Ortográfico?

Que há de inadequado nestas expressões: “crêem”, “lêem”, “pêra”, “estréia”, “pára”, “pólo”?

Desde 1º de janeiro de 2016, qualquer manifestação escrita em língua portuguesa será regida obrigatoriamente pelas novas normas do Acordo Ortográfico. Mesmo assim, a mudança (apenas gráfica) atingirá apenas 0,8% do total de palavras usadas no Brasil.

Em relação à acentuação, apenas os termos paroxítonos – com a tonicidade presente na penúltima sílaba – foram atingidos.
De agora em diante, todos os paroxítonos finalizados em -A, -E, -O (pluralizados ou não), -EM e – ENS não serão mais acentuados graficamente.

Leia mais:
http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/as-mudancas-na-acentuacao-segundo-o-novo-acordo-ortografico