Tags

, , , , , , ,

“Vamos viver as nossas diferenças”, diz Liniker, aposta da música brasileira em 2016

“Eu não sei se sou homem ou se sou mulher. Eu sei que sou bicha, preta e é isso. Por que eu preciso estar me colocando se sou trans? Vamos viver as nossas diferenças”, diz Liniker, de apenas 20 anos, direto de Araraquara, cidade quente no interior de São Paulo. O cantor, que anda chamando a atenção por seu vozeirão grave, sua black music envolvente e seu jeito ousado de se vestir, é um dos artistas emergentes mais comentados da música brasileira.

Para ter uma ideia da dimensão do que está acontecendo ao seu redor, o vídeo da música Zero foi lançado no Facebook, e em apenas cinco dias já tinha mais de 1 milhão de visualizações. No Youtube os números também são surpreendentes e só crescem. Pessoas de vários cantos do Brasil (e também do exterior) pedem apresentações em suas cidades pelas redes sociais. Em janeiro, vão abrir um show de Tulipa Ruiz e Marcelo Jeneci, no Circo Voador, no Rio de Janeiro, e uma turnê na gringa já está nos planos. Não é, e não vai ser pouca coisa.

Leia mais:
http://virgula.uol.com.br/musica/vamos-viver-as-nossas-diferencas-diz-liniker-aposta-da-musica-brasileira-em-2016/#img=1&galleryId=957230