Tags

, , , , , , , , , , ,

rosa

Nem príncipes nem princesas. Histórias que questionam as relações de gênero

BoooKids, a primeira feira internacional de literatura infantil, aposta em relatos que educam na diversidade. Os livros de Olga de Dios são um bom exemplo disso

Um monstro rosa que se sente incompreendido em um mundo povoado por monstros azuis. Um pássaro amarelo cujas asas são curtas demais para voar, e contempla como seus semelhantes viajam a terras distantes enquanto ele fica no chão. Os protagonistas dos livros infantis de Olga de Dios são personagens que aprendem a superar suas desvantagens em um mundo que, como o real, é dominado pelo que é normal. Quer dizer; personagens sem medo de transgredir. Personagens quase políticos.

“Meus livros têm um objetivo transformador e meu trabalho pretende transmitir a importância e o valor da diferença, da igualdade de oportunidades entre as pessoas, da cultura livre, da proteção ambiental e do consumo responsável”, diz a artista e ilustradora cujos livros infantis (Buscar, Monstruo Rosa e Pájaro Amarillo – Buscar, Monstro Rosa e Pássaro Amarelo) trouxeram uma lufada de ar fresco para a tradicionalmente estagnada literatura infantil. “Eu me preocupo em questionar as relações de gênero e através dos meus personagens tento adicionar referências de diferentes identidades, questionando o que é chamado de normal que, muitas vezes, embora cada vez menos, inunda a literatura em geral e, em particular, a literatura destinada às crianças”.

Leia mais:
http://brasil.elpais.com/brasil/2015/12/27/cultura/1451213313_950405.html