Tags

, , , , , , , ,

Alunos revistados e professores vigiados na reposição de aulas

Jornalistas Livres

ESCOLAS EM LUTA

Alunos e professores da Escola Técnica Parque da Juventude (ETEC-PJ), no bairro do Carandiru, relatam assédio moral durante primeiro dia de reposição de aulas, realizada na segunda-feira, 14, na ETEC Santa Ifigênia. Os estudantes contam que, na entrada do prédio, foram revistados sob orientação do grupo de pais contrários à ocupação, que filmavam os rostos e pertences dos secundaristas. Além disso, algumas aulas tiveram a presença desses pais dentro das salas.

De acordo com um professor, pais de alunos acompanhavam e vigiavam as aulas. “Isso não aconteceu comigo nem sequer no período da ditadura”, relata o docente, que leciona desde 1969 e há quatro anos dá aula na ETEC do Parque da Juventude.

Na semana anterior, o mesmo grupo de pais havia tentado invadir a PJ, como os alunos chamam a ETEC, para tirar os secundaristas que estavam ocupando o prédio escolar como forma de apoio à luta contra a “reorganização” de Geraldo Alckmin. As aulas de reposição visam dar continuidade ao ano letivo e acontecem das 7h30 até às 18h, mas os alunos são impedidos de saírem e entrarem na escola fora do horário, inclusive para almoçar. Os jovens contam que, além da falta de liberdade de ir e vir, o prédio não disponibiliza microondas e a cantina está fechada, o que tem prejudicado a alimentação.

Leia mais:
https://www.youtube.com/watch?v=dBzZD4PxTKA