Tags

, , , ,

Ativistas LGBT celebram vitória diante da Suprema Corte em Washington. / Jacquelyn Martin (AP)

Ativistas LGBT celebram vitória diante da Suprema Corte em Washington. / Jacquelyn Martin (AP)

Suprema Corte dos Estados Unidos legaliza o casamento gay

Numa sentença histórica, os juízes dão ao casamento homossexual sua maior vitória

A evolução dos direitos dos homossexuais nos EUA (em espanhol)

A causa do casamento homossexual obteve nesta sexta-feira sua maior vitória em muitos anos. A Suprema Corte dos Estados Unidos declarou inconstitucionais as leis que o proíbem o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo em vários Estados norte-americanos. A sentença, comparada por seu alcance com a que em 1954 tornou ilegal a segregação racial nas escolas ou com a que consagrou o direito das mulheres ao aborto, abre o caminho para que as pessoas do mesmo sexo possam casar-se em todo o país. Em mensagem divulgada em seu Twitter, o presidente Barack Obama celebrou o que chamou de um “grande passo em direção à igualdade” e disse que a decisão judicial é uma vitória de todo o país. Na mesma rede social, a Casa Branca divulgou a mensagem “Love Wins”: o amor vence.

A sentença estabelece que os Estados ficam obrigados a conceder certidões de casamento a casais do mesmo sexo com base na 14º Emenda à Constituição, que garante a igualdade de todos os cidadãos perante a lei. O argumento dos demandantes, afirma o juiz Anthony Kennedy na sentença, é que o pleno direito ao matrimônio é exigido por profundo respeito a ele. “A intenção não é perdoá-los nem deixá-los viver excluídos de uma das instituições mais antigas da civilização. Eles exigem a igualdade de direitos frente à lei. E a Constituição lhes concede esse direito.”

Leia mais:
http://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/26/internacional/1435327649_177772.html

Anúncios