Tags

, , , , , , ,

A criança de oito anos que viajava em uma mala. / Guardia Civil

A criança de oito anos que viajava em uma mala. / Guardia Civil

O menino que cruzou a fronteira entre Marrocos e Ceuta dentro de uma mala

Abou, de oito anos, pretendia encontrar com o pai na Espanha

GRÁFICO As rotas de imigração ilegal para a Espanha
Chegada de imigrantes ilegais à Europa triplica em 2015

Fátima E. Y., de 19 anos e moradora em Castillejos (Tânger, Marrocos), parou na entrada do controle da fronteira de Tarajal, em Ceuta. Levava uma maletinha com rodas, tipo trolley. Olhou à direita, depois à esquerda, “parecia nervosa”, e ficou ali, indecisa, em terra de ninguém. Finalmente, dirigiu-se à passagem da fronteira onde estavam os agentes da Guarda Civil, experientes no controle de fundos falsos dos carros. Desde o começo do ano já tiraram oito pessoas do painel e da parte inferior dos automóveis.

Fátima quis passar sem colocar a mala na esteira do scanner. Mas sua atitude levantou suspeita nos guardas que controlaram sua bagagem. “Pensávamos que levava droga”, reconhece um deles. Mas não podiam imaginar a imagem que apareceria na tela segundos mais tarde: “Uma figura humana se encolhia no interior da mala”. A surpresa foi ainda maior quando, ao abri-la, Abou levantou a cabeça entre um punhado de roupas: “Je m’appelle Abou”, disse em francês. Era meio-dia da quarta-feira.

Leia mais:
http://brasil.elpais.com/brasil/2015/05/07/internacional/1431016348_347461.html