Tags

, , , , , ,

Andrea Marootian afirma ter perdido dez familiares no Genocídio, e mostra o seguro de vida de seu tio. Foto MARK RALSTON/AFP

Andrea Marootian afirma ter perdido dez familiares no Genocídio, e mostra o seguro de vida de seu tio. Foto MARK RALSTON/AFP

Genocídio Armênio: o flagelo da impunidade

No dia 24 de abril, é lembrado o centenário de um trágico evento até hoje não reconhecido e negado pela Turquia e por diversos outros países, inclusive o Brasil

Em abril de 2014, escrevi um artigo para CartaCapital tratando do Genocídio Armênio. Em linhas básicas, o Genocídio Armênio foi o primeiro holocausto ocorrido no século XX.

Amplamente embasado e relatado em documentação histórica, o Genocídio Armênio foi uma política de erradicação friamente calculada e sistematicamente colocada em prática dentro das fronteiras do Império Otomano entre os anos de 1915 a 1924.

Luis Carlos Magaldi Filho é engenheiro agrônomo e escritor e autor de “O Grito do Cordeiro”, sobre a trajetória de uma sobrevivente do Genocídio Armênio

Leia mais: http://www.cartacapital.com.br/internacional/genocidio-armenio-o-flagelo-da-impunidade-3167.html

Anúncios