Tags

, , , , , , ,

O povoado ianomâmi foi descoberto em 2008 e sua localização não foi revelada para se respeitar seu mundo e protegê-lo do exterior. / Óscar Noya-Alarcón

O povoado ianomâmi foi descoberto em 2008 e sua localização não foi revelada para se respeitar seu mundo e protegê-lo do exterior. / Óscar Noya-Alarcón

Yanomami, os humanos com maior variedade de bactérias

Análise mostra que índios amazônicos desenvolveram resistência aos antibióticos

A corrida pelo ouro ameaça os Yanomami da Amazônia brasileira

O documento: ‘The microbiome of uncontacted Amerindians’

Um helicóptero do Exército venezuelano descobriu em 2008, entre a fechada floresta amazônica, um povoado não registrado em seus mapas. Meses depois, uma missão médica e científica chegou a essa região do sul da Venezuela para descobrir que se tratava de um grupo de cerca de 50 índios yanomamis. Comprovaram que, salvo algum contato com outros de sua mesmo tribo, nunca haviam tido relação com o mundo externo. Era uma ocasião única para os cientistas estudarem seu universo bacteriano e compará-lo com o dos ocidentais. Depararam-se com várias surpresas.

Apesar de não ser o objetivo principal da missão, os cientistas conseguiram o consentimento de 30 yanomamis para retirar amostras da pele do antebraço, da boca e de material fecal, o melhor indicador da flora bacteriana do trato intestinal. Enquanto realizavam uma avaliação intensiva dos 54 integrantes do povoado, conservaram o material em nitrogênio líquido até voltarem à civilização.

A diversidade do microbioma dos ianomâmis é o dobro em comparação com a dos ocidentais

Leia mais:
http://brasil.elpais.com/brasil/2015/04/17/ciencia/1429277446_083699.html

Anúncios