Tags

, , , , , ,

Maria Araújo, a mulher trans que passou na UFPE

Mulher transexual, negra e de infância pobre, Maria Clara Araújo causou comoção ao ser aprovada

Aos 18 anos, Maria Clara Araújo já se tornou um símbolo da luta pelos direitos das transexuais. Aprovada pelo Sisu para cursar Pedagogia na Universidade Federal de Pernambuco, a jovem de Recife comemora o fato de ser mais uma transexual matriculada em uma universidade pública. Passada a euforia, no entanto, um percalço na hora da matrícula: mesmo tendo encaminhado os papéis para adequar seus documentos com seu nome social, precisou fazer a matrícula com o seu nome civil, aquele que recebeu ao nascer e que não corresponde ao seu gênero.

Em entrevista a CartaCapital, Maria Clara conta que a boa notícia é que a universidade se mostrou sensível ao seu apelo e deve permitir o uso de seu nome social. O caso ganhou forte repercussão nas redes sociais nos últimos dias.

Após passar na faculdade, Maria Clara publicou um relato longo e forte em seu Facebook (leia a íntegra ao final do texto) no qual desabafa sobre todo o preconceito sofrido em sua vida como transexual: “Se ontem a professora tirou a boneca de minha mão, hoje o Reitor diz não ter demanda para meu nome social. Eu existo! Nós existimos!”, escreveu.

Leia mais:
http://www.cartacapital.com.br/sociedade/conheca-maria-clara-araujo-a-transexual-que-passou-na-universidade-publica-6544.html?utm_content=buffer77b7f&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer