Tags

Prefeitura de São Paulo
Secretaria reajusta piso salarial dos profissionais da Educação

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda votação o aumento do piso salarial dos professores da Rede Municipal de Ensino. Com o reajuste de 13,43%, o piso do professor com jornada de 40 horas semanais e nível universitário, por exemplo, subirá de R$ 2.292,17 para R$ 2.600,00. O pagamento do valor correspondente ao abono será retroativo a maio deste ano.

O projeto de lei, proposto pela Secretaria Municipal de Educação, trata também da criação de um piso para os gestores educacionais – diretores, supervisores e coordenadores pedagógicos – e para o Quadro de Apoio à Educação – agentes escolares e auxiliares técnicos (veja abaixo os atuais valores e os reajustados). O aumento será pago em forma de abono, sendo incorporado ao salário em 2014.

Para a Secretaria Municipal de Educação, a elevação dos salários dos servidores é um dos caminhos para atrair bons quadros para a rede e valorizar os que já fazem parte dela. A valorização dos profissionais é uma das prioridades desta gestão e uma das políticas centrais para a melhoria da qualidade de ensino.

Como prova disso, de janeiro de 2005 até maio de 2011, a atual gestão aumentou em 55,29% o salário dos profissionais da Educação. Esse reajuste é superior à inflação acumulada no período, que foi de 35,11%, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

Outro ponto importante foi o aumento do piso salarial. Em cinco anos, ele praticamente dobrou: um professor com jornada de 40 horas semanais, por exemplo, ganhava em 2005 um piso de R$ 1.215,00 e hoje recebe R$ 2.292,17. Com o reajuste de 13,43%, esse piso saltará para R$ 2.600,00.

O último reajuste salarial concedido pela Secretaria foi em maio deste ano, quando os 108,4 mil servidores da Educação, entre ativos e aposentados, receberam 10,19% de aumento salarial. O reajuste foi fruto do acordo firmado no ano passado com os sindicatos da categoria e terá mais duas parcelas, também de 10,19% cada, nos dois próximos anos. No total, o reajuste concedido neste acordo foi de 33,79%.

Confira os valores, em R$:

Profissionais de Educação docentes submetidos à Jornada Básica do Professor (JB):

Categoria Valor atual (até 30/04/2011) Limite fixado
1 948,70 1.076,04
2 1.076,05 1.220.58
3 1.146,09 1.300,00

Profissionais de Educação docentes submetidos à Jornada Básica do Docente (JBD):

Categoria Valor atual Limite fixado
1 1.423,11 1.614,23
2 1.614,17 1.830,96
3 1.719,12 1.950,00

Profissionais de Educação docentes submetidos à Jornada Especial Integral de Formação (JEIF) e titulares de cargos de Professor de Educação Infantil:

Categoria Valor atual Limite fixado
1 1.897,44 2.152,08
2 2.152,16 2.441,30
3 2.292,17 2.600,00

Profissionais de Educação Gestores Educacionais submetidos à Jornada Especial de 40 horas:

Limite fixado
Coordenador Pedagógico 3.692,70
Diretor de Escola 4.188,21
Supervisor Escolar 4.460,40

Profissionais do Quadro de Apoio à Educação:

Limite fixado
Agente Escolar 967,33
Auxiliar Técnico de Educação 1097,11

http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/anonimosistema/detalhe.aspx?List=Lists/Home&IDMateria=955&KeyField=Arquivo%20de%20Not%C3%ADcias