Tags

Bachelet apresenta sua reforma educacional para garantir a gratuidade

A presidenta socialista assina os primeiros projetos de lei que procuram garantir um sistema gratuito e de qualidade

Poucas horas antes de visitar o Congresso Nacional para se dirigir aos cidadãos, uma tradição dos mandatários chilenos a cada 21 de maio, a socialista Michelle Bachelet assinou os primeiros projetos de lei que compõem a sua reforma educacional, que qualificou como “a mais significativa que o Chile teve nos últimos 50 anos”. “Estamos cumprindo aquilo com que nos comprometemos: iniciar um processo que permita assegurar qualidade, gratuidade e acesso à educação”, disse a presidenta no Palácio de la Moneda.

Bachelet assumiu seu segundo mandato em 11 de março, em meio a enormes expectativas sobre a reforma educacional com a qual pretende combater o principal problema do país: a desigualdade. Esse foi um dos três pilares do seu programa de Governo – junto com uma reforma tributária e uma nova Constituição –, apoiado nas urnas por 62% dos cidadãos na última eleição. Tanto Bachelet como o restante da classe política sabem que a educação é prioritária para os cidadãos e que os protestos estudantis de 2011 foram a expressão do descontentamento que existe em relação a um sistema que segrega as crianças e jovens do Chile. O debate no Congresso, entretanto, promete ser complexo.

http://brasil.elpais.com/brasil/2014/05/19/internacional/1400534587_895916.html