Professores tentam sair da lista de “profissões mais patéticas” do Brasil

Plano de Educação corrige salários dos profissionais, mas não garante plano de carreira. Se não for modificado, projeto beneficia mais empresas privadas para garantir quantidade e não qualidade

http://brasil.elpais.com/brasil/2014/01/03/politica/1388709630_056703.html